Modelo de Plano de Negócios para Pequenas Empresas e Empreendedores

modelo de plano de negocios

O nosso modelo de plano de negócios comprovado

Um modelo de plano de negócios é um documento que permite escrever rapidamente um plano de negócios detalhado. Entre outras coisas, inclui uma introdução, resumo executivo, descrição da empresa e plano de marketing. Comece a escrever um plano de negócios hoje usando o nosso modelo de plano de negócios abaixo.

O modelo de plano de negócios da Growthink é o resultado de mais de 20 anos de pesquisa sobre os planos de negócios que ajudam empreendedores e proprietários de pequenas empresas a atrair potenciais investidores, aumentar o capital de investimento e construir empresas de sucesso.

 

10 Elementos-Chave e Como Escrever um Plano de Negócios

Usando o seguinte formato de plano de negócios tradicional, poderá escrever um plano de negócios adequado ao seu negócio novo ou em crescimento.

  1. Resumo Executivo: O Resumo Executivo fornece uma sinopse do seu plano de negócios, incluindo a declaração de missão da sua empresa e a descrição dos seus produtos e serviços.
  2. Visão geral da empresa: esta seção do plano de negócios fornece uma visão geral do seu negócio. Ele descreve os seus produtos e serviços e explica as qualificações exclusivas da sua empresa para atender aos seus mercados-alvo.
  3. Análise do setor: esta seção inclui informações sobre o mercado em que a sua empresa competirá, incluindo pesquisas de mercado, dados sobre os segmentos do mercado-alvo e tendências do setor.
  4. Análise de Clientes: Esta seção avalia o(s) seu(s) segmento(s) de clientes. Este(s) deve(m) identificar o seu cliente-alvo, transmitir as necessidades desses clientes e mostrar como os seus produtos e serviços atenderão a essas necessidades.
  5. Análise Competitiva: Esta parte do seu plano deve identificar os seus concorrentes diretos e indiretos, avaliar os seus pontos fortes e fracos e mostrar as vantagens competitivas da sua empresa.
  6. Plano de Marketing: O plano de marketing detalha a sua estratégia de vendas e esforços de marketing para se introduzir nos seus mercados-alvo.
  7. Plano de Operações: Esta seção detalha as estratégias internas para construir o seu negócio. Este plano descreve as necessidades de recursos, objectivos e processos.
  8. Equipa de gestão: a sua seção de equipa de gestão deve demonstrar que a sua empresa possui os recursos, investidores, consultores e acionistas necessários para ser bem-sucedida.
  9. Plano financeiro: O seu plano financeiro deve incluir as suas finanças empresariais projetadas para 5 anos, incluindo a sua demonstração de resultados proforma, balanço patrimonial e demonstração de fluxo de caixa para ilustrar claramente o modelo de receita e lucratividade da sua empresa.
  10. Apêndice: O apêndice suporta o seu plano geral de negócios e deve incluir as suas projeções financeiras completas, juntamente com quaisquer documentos de apoio que tornem o seu plano mais atraente (ou seja, documentação de propriedade intelectual, demonstrações financeiras, currículos da equipa de gestão, etc.)

 

Sumário Executivo

Por que o sumário executivo é importante

O Sumário Executivo é a parte mais importante do seu plano. Dá ao leitor uma visão geral da sua empresa e a oportunidade de se envolver nela.

Se não ficar impressionado ou empolgado, o leitor não irá continuar a ler o seu plano. Na realidade, a maioria dos leitores nunca vai além da primeira página do seu Resumo Executivo. Então, gaste algum tempo a torná-lo ótimo.

O que incluir

O seu Resumo Executivo deve incluir 3 partes: Visão Geral do Negócio, Fatores de Sucesso e Plano Financeiro

Visão geral do negócio

A visão geral informa o leitor em que tipo de negócio está envolvido. É um restaurante, uma empresa de software, uma empresa de lavagem a seco etc.?

Importante: não comece a sua visão geral com uma longa história. Em vez disso, indique de forma clara e concisa o que a sua empresa faz. Por exemplo, “Somos um restaurante orgânico localizado em Porto” ou “Gerimos um site de redes sociais para mães que trabalham” são visões gerais informativas e concisas.

Fatores de sucesso

Os Fatores de Sucesso são a parte mais importante do seu plano. Infelizmente, todos os outros modelos de plano de negócios que vimos ignoram isso (porque, ao contrário da Growthink, não receberam feedback de literalmente milhares de investidores sobre os planos que escrevem).

Os fatores de sucesso são simplesmente as razões pelas quais a sua empresa é exclusivamente qualificada para ter sucesso. Por outro lado, se não tiver qualificações exclusivas, falhará.

É importante pensar e descobrir os seus fatores de sucesso. Existe algo sobre os seus produtos e serviços que são únicos? Por exemplo, talvez tenha patentes ou uma parceria de distribuição exclusiva que permite que a sua empresa e somente a sua empresa ofereça um determinado produto. Existe algo único sobre a sua equipa de gestão? Por exemplo, talvez tenha mais experiência ou relacionamentos especiais com fornecedores ou clientes?

Há muitas razões pelas quais a sua organização pode ser única. Passe algum tempo a identificar esses motivos e a documentá-los nesta seção do seu plano.

Plano financeiro

Nesta seção do seu Sumário Executivo, deve apresentar uma visão geral do desempenho financeiro esperado para os próximos cinco anos.

Essa “visão geral” inclui as suas projeções de Receitas, Despesas Diretas, Lucro Bruto, Outras Despesas, EBITDA (Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) e Lucro Líquido para os próximos cinco anos.

 

Visão Geral da Empresa

O que é a Seção de Visão Geral da Empresa de um Plano de Negócios?

Uma visão geral da empresa, também chamada de descrição da empresa, oferece uma visão geral do seu negócio atual. Esta seção foi elaborada para dar ao leitor uma ideia geral da sua empresa, dos produtos e serviços da empresa, da sua estrutura legal, da declaração de missão e objetivos da empresa, como ela opera, onde está sediada e como ganha dinheiro.

Os termos “visão geral da empresa”, “descrição da empresa” e “resumo da empresa” são usados ​​como sinónimos para descrever esta seção de um plano de negócios.

Por que a visão geral da sua empresa é importante

Esta seção do seu plano deve oferecer um resumo da estrutura e do histórico da sua empresa.

Isto é importante uma vez que os leitores precisam de saber, por exemplo, se se trata de uma empresa nova ou já existente. E precisam de entender o que sua empresa realizou até ao momento.

Como mencionado anteriormente, o maior indicador de sucesso futuro são as realizações passadas.

O que incluir ao escrever uma visão geral da empresa

Comece por informar quando é que a sua empresa foi formada e onde está localizada em apenas algumas frases. A localização é muito importante, pois a maioria dos potenciais investidores prefere investir em empresas que são locais para eles.

Em poucas palavras, mencione a sua estrutura legal. As opções mais comuns aqui são Corporation, Limited Liability Company, Single Proprietorship, Non-Profit Organization ou Not Yet Incorporated.

De seguida, forneça uma breve descrição do que a sua empresa faz. É aqui que menciona os produtos e serviços que oferece, bem como quaisquer outros aspectos exclusivos do seu negócio.

Se houver clientes, parceiros ou fornecedores importantes, que sejam críticos para o seu negócio, mencione-os aqui também.

De seguida, escreva uma ou duas frases sobre cada um dos principais objetivos da empresa.

Inclua algumas frases sobre a história da empresa, como quaisquer marcos ou conquistas importantes que tenha alcançado. Se é uma startup, este é um lugar ideal para falar sobre a sua equipa de gestão ou funções-chave e de como surgiu a ideia para o seu negócio.

Conforme mencionado acima, caso seja apropriado, especifique o que a sua empresa alcançou até ao momento. Essas conquistas ou marcos podem incluir:

  • Vendas (por exemplo, atingiu US$ 100.000 em vendas em [inserir data])
  • Número de clientes atendidos
  • Protótipos ou produtos construídos
  • Local construído e/ou arrendamento garantido
  • Funcionários contratados

Por fim, mencione a forma como a sua empresa ganha dinheiro. Isso pode ser por meio de vendas de produtos, serviços ou outros fluxos de receita.

Em apenas alguns parágrafos, deve ser capaz de oferecer um resumo da sua empresa que dê ao leitor uma boa compreensão do que faz, quem serve e o que realizou até hoje.

 

Análise da Indústria

Por que a análise do setor é importante

A seção Análise da Indústria informa o leitor sobre a sua indústria/mercado. É importante, pois os leitores querem saber a) que é um especialista no seu mercado e b) que o mercado é suficientemente grande para apoiar a sua empresa e que as tendências do setor estão a trabalhar a seu favor.

O que incluir

A seção Análise do setor tem duas subseções: Visão geral do mercado e Tamanho do mercado relevante.

Visão geral do mercado

Aqui irá especificar as características do seu mercado. Quão grande é em unidades e/ou receitas? O mercado está a crescer? Quais são as tendências do seu mercado?

Tanto quanto possível, cite organizações estabelecidas para dar credibilidade à sua pesquisa. Por exemplo, pode dizer que, de acordo com a empresa da pesquisa XYZ ou a National Restaurant Association, as vendas de restaurantes foram de US$ X bilhões no ano passado e devem crescer para US$ Y bilhões no próximo ano.

Importante: mostre como a pesquisa apoia o seu sucesso. Por exemplo, um tamanho de mercado em crescimento claramente apoia o seu negócio. Mas, por exemplo, se a pesquisa demonstrar que as necessidades dos clientes estão a mudar de uma maneira que os torna mais propensos a comprar à sua empresa, este fator é importante de destacar.

Tamanho do mercado relevante

O tamanho do mercado relevante é a receita anual que a sua empresa poderia obter se tivesse 100% de participação de mercado.

A fórmula é simples.

Primeiro, insira o número de clientes que podem estar interessados ​​em comprar os seus produtos e/ou serviços a cada ano.

De seguida, insira o valor monetário que esses clientes podem estar dispostos a gastar, anualmente, nos seus produtos e/ou serviços.

O produto desses dois números é o tamanho do seu mercado relevante. Calcule este valor aqui para que os seus leitores entendam o tamanho da sua oportunidade de mercado e possam confirmar que é grande o suficiente (especialmente se estiver à procura de dívida ou capital próprio).

 

Análise do Cliente

Por que a análise de clientes é importante

Nesta seção, irá descrever os seus clientes-alvo e as suas principais necessidades. É importante pois os leitores querem ter a certeza de que 1) sabe exatamente quem são seus clientes-alvo e o que eles querem e 2) a sua estratégia (produtos/serviços, estratégia de promoções etc.) está alinhada com as preferências dos seus clientes.

O que incluir

A seção Análise do cliente tem duas subseções: Clientes-alvo e Necessidades do cliente.

Clientes alvo

Na seção Clientes-alvo do seu plano, deve fornecer um perfil dos seus clientes-alvo.

Por exemplo, que idade têm? São casados? Onde moram/trabalham?

De seguida pode encontrar diferentes variáveis ​​demográficas (por exemplo, idade) e psicográficas (por exemplo, valores) que pode usar para descrever os seus clientes-alvo. Alguns são para empresas B2C (business to consumer) e outros para empresas B2B (business to business):

  • Idade
  • Rendimentos
  • Género
  • Localização
  • Estado civil
  • Tamanho da família
  • Profissão
  • Língua
  • Educação
  • Valores/Crenças
  • Atividades envolvidas
  • Tamanho da empresa
  • Necessidades do cliente

Aqui irá traçar o perfil das necessidades dos seus clientes-alvo. Preocupam-se mais com a rapidez? Preço? Conforto?

De seguida, apresentamos vários motivos pelos quais os clientes podem querer ou precisar dos seus produtos e/ou serviços:

  • Rapidez
  • Qualidade
  • Localização
  • Fiabilidade
  • Conforto
  • Preço
  • Valor
  • Atendimento ao Cliente
  • Conveniência
  • Fácil de usar

Identifique quais dessas (ou outras) razões são relevantes e, em seguida, explique-as mais detalhadamente. Por exemplo, pode argumentar que os clientes não gostam do fato de que conseguir abastecer o carro demora tanto tempo (conduzir até ao posto e esperar na fila) e como a sua solução economiza tempo.

 

Análise Competitiva

Por que a análise competitiva é importante

Nesta seção do seu plano, vai precisar de fornecer uma visão geral dos seus concorrentes.

Isso é importante, pois os leitores querem saber 1) que entende o seu ambiente competitivo e 2) que tem vantagens competitivas que lhe permitirão ter sucesso.

É importante ressalvar que, quando os empresários dizem aos investidores que não têm concorrência, muitas vezes isso levanta uma bandeira vermelha. Isso porque, se não houver concorrência, pode significar que não existe um mercado. Às vezes, a concorrência é indireta (como detalhado abaixo, é quando uma solução diferente da sua atende às necessidades do cliente). Por exemplo, quando as máquinas de lavar foram inventadas, embora não houvesse concorrentes diretos (outras marcas de máquinas de lavar), havia concorrência indireta (consumidores que lavavam manualmente as suas roupas).

O que incluir

A seção Análise Competitiva do seu plano tem três subseções: Concorrentes Diretos, Concorrentes Indiretos e Vantagens Competitivas.

Concorrentes Diretos

Concorrentes diretos são empresas que atendem às mesmas necessidades do cliente que a sua empresa atende, com a mesma solução ou uma solução semelhante. Por exemplo, concorrentes diretos de uma pizzaria seriam outras pizzarias locais.

Detalhe os seus concorrentes diretos aqui. Que produtos/serviços oferecem? Que preços praticam?

De seguida, encontra a lista de verificação de informações que deve ser incluída para cada concorrente:

  • Nome do concorrente
  • Visão geral dos concorrentes (onde estão sediados; há quanto tempo operam)
  • Produtos/serviços oferecidos
  • Preços
  • Receitas
  • Localizações
  • Segmentos de clientes/geografias atendidas
  • Pontos fortes do concorrente
  • Principais pontos fracos do concorrente
Concorrentes indiretos

Concorrentes indiretos são empresas que atendem às mesmas necessidades do cliente que a sua empresa atende mas com uma solução diferente. Por exemplo, um supermercado que vende pizzas congeladas seria um concorrente indireto de uma pizzaria.

Detalhe os seus concorrentes indiretos nesta seção. Que produtos/serviços oferecem? Que preços praticam? Use a mesma lista de verificação de 9 pontos mencionada acima para concorrentes diretos.

Vantagens competitivas

Nesta seção do seu plano, deve detalhar os motivos pelos quais a sua empresa está posicionada para superar os concorrentes diretos e indiretos.

Segue-se uma lista de áreas nas quais pode ter uma vantagem competitiva. Reveja cada uma e desenvolva as mais relevantes:

  • Produtos e/ou Serviços
  • Recursos Humanos
  • Localização
  • Sistemas operacionais
  • Propriedade intelectual
  • Clientes
  • Marketing

Por exemplo, pode dizer que o seu [insira qualquer um dos marcadores acima] é melhor do que o dos seus concorrentes porque [insira o motivo].

 

Plano de Marketing

Por que o plano de marketing é importante

O seu plano de marketing detalha os seus produtos e/ou serviços, planos de preços e promoções.

É importante porque, idealmente, prova que 1) tem um plano sólido para alcançar novos clientes e 2) pode conquistar novos clientes de forma lucrativa (ou seja, o custo de aquisição do cliente é significativamente inferior ao valor da vida útil do cliente).

O que incluir

A seção Plano de Marketing do seu plano tem três subseções: Produtos, Serviços e Preços, Plano de Promoções e Plano de Distribuição.

Produtos, serviços e preços

Aqui deve listar cada um dos seus principais produtos, detalhar os seus recursos e benefícios e discutir os seus preços – têm preços competitivos ou são caros (premium) ou baratos (desconto).

Por exemplo, se o seu produto/serviço for um restaurante ou café, forneça detalhes sobre os itens do seu menu.

Plano de promoções

Neste ponto, deve detalhar as táticas promocionais que utilizará para atrair novos clientes e como irão funcionar.

Por exemplo, se a publicidade na rádio for uma tática que vai utilizar, detalhe os programas de rádio nos quais terá anúncios. Da mesma forma, se pretende anunciar em revistas comerciais, detalhe por quais irá optar.

Plano de Distribuição

Se tem uma loja de comércio a retalho e/ou uma loja online e estas são as únicas formas através das quais os clientes podem comprar, então não precisa de preencher esta seção do seu plano.

No entanto, se os seus clientes puderem comprar por outros meios (por exemplo, outras lojas de comércio, distribuidores etc.), detalhe esses meios aqui. Nesses casos, a sua empresa tem dois clientes (os seus parceiros de distribuição e os seus clientes/utilizadores finais) e precisa de ter a certeza que pode satisfazer as necessidades de ambos.

 

Plano de Operações

Por que o seu plano de operações é importante

O seu Plano de Operações deve detalhar 1) os principais processos do dia-a-dia que a sua empresa executa para atender às necessidades dos clientes e 2) os principais marcos que a sua empresa espera realizar à medida que cresce.

Qualquer um pode ter metas grandiosas (por exemplo, atingiremos $ X milhões em receita no ano X). O Plano de Operações prova ao leitor que pensou e elaborou um plano para atingir os seus objetivos.

O que incluir

A seção Plano de Operações do seu plano tem duas subseções: Principais Processos Operacionais e Marcos.

Principais processos operacionais

Detalhe os principais processos do dia-a-dia que a sua empresa realiza para atender às necessidades dos clientes, como marketing, desenvolvimento de produtos, etc.

De seguida, encontra as principais funções operacionais que a sua organização pode precisar de cumprir. No seu plano, identifique cada uma dessas áreas que são relevantes para a sua empresa e qual é o papel dessa função. Por exemplo, “a nossa equipa de Atendimento ao Cliente garantirá que os nossos clientes fiquem satisfeitos. Forneceremos atendimento ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana e publicaremos atualizações de produtos nos meios de comunicação semanalmente.”.

  • Desenvolvimento de Produto
  • Vendas
  • Marketing
  • Finanças
  • Atendimento ao Cliente
  • Fabrico
  • Administração
  • Contabilidade / Folhas de Pagamento
  • Recursos Humanos
  • Departamento jurídico
  • Compras
  • Conquistas
Marcos

Aqui deverá detalhar os principais marcos que a sua empresa espera atingir à medida que cresce e quando espera realizá-los.

Exemplos de marcos incluem:

  • Lançamentos de novos produtos e serviços
  • Data de abertura de lojas
  • Objectivos de receita (data em que as vendas excederam $ X, quando espera que as vendam excedam $ Y, etc.)
  • Principais parcerias executadas
  • Principais contratos de clientes garantidos
  • Principais eventos financeiros (futuras rodadas de financiamento, IPO, etc.)
  • Contratações de funcionários-chave

 

Equipa de Gestão

Por que a sua equipa de gestão é importante

A seção Equipa de Gestão do seu plano detalha os membros da sua equipa.

Esta seção é crítica, pois os melhores planos do mundo não serão executados se a equipa for incapaz. Ao provar que tem uma equipa forte, está sinalizando para os investidores que pode, de fato, atingir os planos e marcos incluídos no seu plano.

O que incluir

A seção da equipa de gestão do seu plano tem três subseções: membros da equipa de gestão, lacunas da equipa de gestão e membros do conselho.

Membros da equipa de gestão

Para cada membro da equipa, detalhe o nome, título e histórico. A sua experiência anterior é o mais importante. Detalhe as posições que ocuparam e o que realizaram nessas posições. Por exemplo, dizer que a Jane Smith foi a ex-vice-presidente de fabrico da empresa XYZ, onde escalou a produção de 1.000 para 10 milhões de produtos por mês, seria muito impressionante se a sua empresa fosse um fabricante.

Lacunas na equipa de gestão

Se a sua equipa de gestão tiver lacunas (pessoas-chave que espera contratar no futuro), detalhe quais os cargos que estão em falta e quem os irá preencher.

Isto pode ser lido como uma descrição de função. Por exemplo, pode dizer que em breve contratará um vice-presidente de vendas. Essa pessoa terá 10 anos de experiência em vendas para grandes comerciantes a retalho e geriu pelo menos 100 representantes de vendas na sua carreira.

Membros do Conselho

Se tiver um Conselho de Administração ou Conselho de Assessores, inclua as biografias dos membros do seu Conselho aqui.

 

Plano Financeiro

O que é um plano financeiro?

Um plano financeiro é a parte do seu plano de negócios que detalha como a sua empresa atingirá os seus objetivos financeiros. Inclui informações sobre receitas, despesas e fluxo de caixa da empresa. O plano também deve incluir uma descrição da situação financeira atual do negócio, bem como os seus objetivos a longo prazo.

O plano financeiro é uma parte importante do plano de negócios, pois oferece uma estrutura para a tomada de decisões financeiras. Pode ser usado para acompanhar o progresso e também para fazer ajustes conforme necessário.

Por que o seu plano financeiro é importante

A seção financeira de seu plano de negócios detalha as implicações financeiras de administrar a sua empresa. É importante por dois motivos:

Tomar Decisões Informadas

Um plano financeiro fornece uma estrutura para tomar decisões sobre como usar o seu dinheiro. Ele pode ajudá-lo a determinar se pode ou não fazer uma grande compra, como por exemplo, de um novo equipamento.

Também pode ajudá-lo a decidir quanto dinheiro reinvestir no seu negócio e quanto deve economizar para pagar impostos.

Um plano financeiro é como um guia para o seu negócio. Pode ajudá-lo a acompanhar o seu progresso e a fazer ajustes conforme necessário. O plano também pode ajudá-lo a identificar possíveis problemas antes que estes surjam.

Por exemplo, se as suas vendas estiverem abaixo das suas projeções, talvez seja necessário ajustar o seu orçamento em conformidade.

O seu plano financeiro ajuda-o a entender a quantidade de financiamento externo que será necessário, quando os seus níveis de caixa podem cair e quais as vendas, e outras metas, que precisa de atingir para se tornar financeiramente viável.

Garantia de financiamento

Esta seção do seu plano é absolutamente crítica se estiver a tentar obter financiamento. O seu plano financeiro deve incluir informações sobre as suas receitas, despesas e fluxo de caixa.

Essas informações ajudarão potenciais investidores ou credores a entender a situação financeira da sua empresa e decidir se devem ou não oferecer financiamento.

Inclua uma descrição detalhada de como planeia usar os fundos que está a solicitar.

Por exemplo, quais são as principais finalidades dos fundos (por exemplo, compra de equipamentos, pagamento de recursos, etc.) e quais são os prazos futuros desses desembolsos financeiros.

As informações financeiras no seu plano de negócios devem ser realistas e precisas. Não exagere nas suas receitas projetadas ou subestime as suas despesas. Isso pode levar a problemas no futuro.

Potenciais investidores e credores estarão muito interessados ​​nas suas projeções futuras, pois indicam se será capaz de reembolsar os seus empréstimos e/ou fornecer um bom retorno sobre o investimento (ROI) na saída.

Modelo de plano financeiro: 4 componentes para incluir no seu plano financeiro

A seção financeira de um plano de negócios deve ter as seguintes quatro subseções:

Modelo de receita

Aqui irá detalhar como a sua empresa gera receitas. Por vezes, este passo é muito simples, por exemplo, se se dedica à venda de produtos. Outras vezes, a sua resposta pode ser mais complexa, caso esteja a vender assinaturas (principalmente em diferentes níveis de preço/serviço) ou se estiver a vender vários produtos e serviços.

Visão geral e destaques financeiros

Ao desenvolver o seu plano financeiro, precisa de criar previsões financeiras completas, incluindo as seguintes demonstrações financeiras.

Declaração de Renda de 5 Anos / Demonstração de Lucros e Perdas

Uma demonstração de resultados, também conhecida como demonstração de lucros e perdas (P&L), mostra a quantidade de receita que a sua empresa gerou num período específico e quanto dessa receita se transformou em lucros. O extrato inclui as receitas e despesas da sua empresa num determinado período, como um mês, trimestre ou ano. Pode ainda demonstrar o lucro líquido da sua empresa, que é a quantidade de dinheiro que a sua empresa ganhou após o pagamento de todas as despesas.

Balanço Patrimonial de 5 Anos

Um balanço patrimonial mostra a posição financeira de uma empresa num momento específico. O balanço patrimonial lista os ativos de uma empresa (o que ela possui), os seus passivos (o que ela deve) e o seu património (a diferença entre os seus ativos e passivos).

O balanço é importante porque mostra a saúde financeira de uma empresa num momento específico. Um balanço forte indica que uma empresa tem os recursos necessários para crescer e se expandir. Um balanço fraco, por outro lado, pode indicar que uma empresa está com dificuldades em pagar as suas contas e pode estar em risco de falência.

Demonstração do fluxo de caixa de 5 anos

Uma demonstração de fluxo de caixa mostra quanto dinheiro uma empresa tem em mãos, bem como quanto dinheiro está gerando (ou perdendo) durante um período específico de tempo. A demonstração inclui atividades operacionais e não operacionais, como receitas de vendas, despesas, atividades de investimento e atividades de financiamento.

Enquanto as suas projeções financeiras completas estarão no seu Apêndice, os destaques das suas projeções financeiras estarão na seção Plano Financeiro.

Esses destaques incluem as suas projeções de Receita Total, Despesas Diretas, Lucro Bruto, Outras Despesas, EBITDA (Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) e Lucro Líquido. Além disso, inclua as principais premissas usadas na criação destas projeções futuras, como taxas de crescimento de receita e custo.

Requisitos de Financiamento/Uso de Fundos

Nesta seção, deverá detalhar a quantidade de financiamento externo que precisa, se for o caso, e as principais finalidades desses fundos.

Por exemplo, detalhe a quantidade do financiamento que precisa para:

  • Desenvolvimento de Produto
  • Marketing
  • Fabrico de produtos
  • Recursos humanos
  • Aluguer ou construção de escritório/edifício
Saída estratégica

Se está à procura de capital, vai precisar de explicar a sua “estratégia de saída” ou como os investidores “irão retirar dinheiro” do seu investimento.

Para adicionar credibilidade à sua estratégia de saída, faça uma pesquisa de mercado. Especificamente, encontre outras empresas no seu mercado que saíram nos últimos anos. Mencione como saíram e os valores de saída (por exemplo, a XYZ Corp. comprou a ABC Corp. por $Y).

 

Apêndice

Por que o seu apêndice é importante

O Apêndice é utilizado para dar suporte e mais credibilidade ao resto do documento.

O que incluir

O seu Apêndice deve incluir qualquer informação que sustente as reivindicações do seu plano, como patentes, designs de lojas, listas/contratos de clientes, acordos de parcerias, contratos de funcionários, etc.

Além disso, o seu Apêndice deve incluir as suas previsões financeiras completas (Declarações de renda projetadas, Balanço patrimonial projetado, Demonstrações de fluxo de caixa projetadas).

Certifique-se de que documenta todas as suposições usadas na criação das suas projeções financeiras.

Por exemplo, para receitas de produtos/serviços e lucro bruto, será necessário especificar premissas, incluindo:

  • Qual é a sua taxa de crescimento de vendas esperada?
  • Qual é o preço médio que cobrará por unidade de produto/serviço vendida?
  • Quanto espera aumentar os seus preços a cada ano?
  • Qual o custo de produzir ou entregar cada unidade vendida?
  • Quanto (se for o caso) espera que os custos diretos do produto cresçam a cada ano?

Para custos da empresa, especifique premissas, incluindo:

  • O seu salário (supondo que seja o proprietário/presidente/CEO) e a taxa de crescimento anual do mesmo
  • Salários dos membros da sua equipa e taxas de crescimento
  • Despesas mensais de marketing e taxas de crescimento
  • Despesas de aluguer e serviços públicos
  • Despesas com seguros
  • Despesas com material de escritório
  • Outras despesas

 

Resumo do Modelo de Plano de Negócios

Montar um plano de negócios é a chave para iniciar e/ou expandir sua empresa. Se seguir o modelo acima, quando terminar, será realmente um especialista. Irá entender efetivamente o seu negócio, a sua concorrência e os seus clientes. Terá desenvolvido um plano de marketing e irá, de fato, entender o que é preciso para lançar e fazer crescer um negócio de sucesso.

 

Termine o seu plano de negócios em 1 dia!

Não gostaria que houvesse uma forma mais rápida e fácil de concluir o seu plano de negócios?

Com o Ultimate Business Plan Template da Growthink, pode concluir o seu plano em apenas 8 horas ou menos!

Clique aqui para finalizar o seu plano de negócios hoje.

 

OU, deixe-nos desenvolver o seu plano para si

Desde 1999, a Growthink desenvolveu planos de negócios para milhares de empresas que alcançaram um tremendo sucesso.

Clique aqui para ver como os nossos consultores profissionais de planos de negócios podem criar o seu plano de negócios para si.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]